Os 11 Antibióticos Naturais Mais Poderosos

A descoberta e desenvolvimento de antibióticos têm literalmente salvado a vida de humanos e animais. Antes dos antibióticos, muitas infecções bacterianas levavam à morte. O que começava como uma infecção leve se intensificava até que o corpo não conseguir mais suportar. Depois dos antibióticos, milhões de vidas foram salvas e as cirurgias se tornaram mais seguras.

Infelizmente, bactérias são altamente adaptáveis. Elas são capazes de evoluir e se tornar imunes aos medicamentos que usamos. Esse processo é chamado de resistência antibiótica, e acontece o tempo todo. O uso exacerbado de antibióticos acelerou bastante esse processo.

Por essa razão, costuma ser melhor permitir que o corpo tente combater a bactéria sem o uso de medicações. Melhore suas habilidades naturais de combate a infecções através do consumo regular de frutas, vegetais, castanhas e sementes. E quando seu corpo precisar de uma ajuda para se livrar de uma bactéria irritante, experimente consumir 11 alimentos antibióticos naturais.

Um desses está inclusive entre um dos presentes mais famosos da história – você consegue identificar qual é? Mas primeiro, descubra mais sobre como o uso exagerado de antibióticos sintéticos está fazendo com que a população caminhe para uma crise global.

O Uso Excessivo de Antibióticos
Muitos pecuaristas utilizam antibióticos na comida dos animais para diminuir o risco de que uma doença se espalhe pelo rebanho. Isso significa que a carne que consumimos está repleta de antibióticos. As pessoas costumam jogar medicamentos excessivos na privada, o que contamina nossa água com antibióticos. Os peixes que consumimos também ingerem e absorvem o remédio.

Às vezes, pacientes desesperados pedem por antibióticos mesmo quando a infecção é viral, só para que sintam que estão fazendo algo para melhorar.

O resultado é que todos consumimos antibióticos quase todos os dias. Esse consumo excessivo fez com que a resistência a antibióticos chegasse a um ponto crítico. Em breve haverá super bactérias que a ciência médica não saberá tratar. Novos antibióticos são desenvolvidos o tempo todo, mas a um ritmo que não é rápido o suficiente. Se você está assustado, deveria mesmo.

Leia Também:  13 sinais de câncer frequentemente ignorados

Não há como se assegurar de que não há antibióticos na sua água ou comida, mas você pode minimizar a exposição ao tomar apenas antibióticos com prescrição médica, quando realmente precisar. Não faça apostas com sua saúde, mas permita que seu corpo tenha a chance de combater a infecção com o auxílio dos 11 alimentos a seguir antes de pedir um antibiótico.

1. Alho

O alho é um superalimento multifuncional. Não só foi utilizado como antibiótico natural por centenas de anos, como também tem propriedades anti-virais, anti-fungais e anti-microbiais.

Isso é graças a um composto chamado alicina (também presente na cebola). Para combater a infecção, utilize alho amassado, levemente cozido ou cru.

2. Óleo de Orégano

Orégano é outro antibiótico natural saboroso, um benefício que vem do carvacrol. Esse antibiótico natural é bom para todos os tipos de infecções bacterianas, mas o que lhe rende elogios é sua aplicação em infecções no trato gastrointestinal.

Para melhores resultados, procure por óleo de orégano que contenha pelo menos 70% de carvacrol. Esse produto é também antifúngico, então você pode utilizá-lo topicamente para problemas de pele também.

3. Echinacea

Echinacea é um dos remédios naturais mais conhecidos, mas muitas pessoas o utilizam para tratar vírus que causam gripes comuns – uma aplicação que, segundo pesquisas, não é efetivo.

Em vez disso, utilize Echinacea para infecções bacterianas, ferimentos ou envenenamento sanguíneo. Também é particularmente eficaz contra infecções respiratórias.

4. Pimenta-caiena

Esse é um pouco contra-intuitivo, uma vez que geralmente não se recomenda alimentos temperados para pessoas doentes. Mas pimenta-caiena picante é, na verdade, um antibiótico e antifúngico natural, então talvez valha a pena aturar a ardência para curar a doença rapidamente.


É melhor diluir a pimenta com óleos veiculares – azeite ou óleo de coco são boas opções – para que você aproveite os benefícios sem machucar tecidos delicados.

Leia Também:  Alimentos ricos em serotonina: para dormir melhor e evitar a depressão!

5. Extrato de Semente de Toranja

Pare de jogar fora as sementes de sua toranja matinal! Estudos concluíram que o extrato dessas sementes é tão poderoso quanto os princípios ativos em sabonetes antibacterianos.

Extrato de semente de toranja pode ser utilizado internamente para infecções bacterianas e externamente para verrugas e prevenção de doenças transmissíveis.

6. Gengibre

O gengibre é um excelente tempero para se comer diariamente. Foi comprovado que seu princípio ativo, o gingerol, reduz o risco de desenvolver câncer e previne ou ameniza problemas digestivos.

O gengibre é há muito utilizado como antibiótico natural, especialmente contra patógenos transmitidos através de alimentos. Se você comer um pouco de gengibre nas refeições, a probabilidade de adoecer diminui mesmo se você for exposto a salmonela, listeria ou campilobacteriose.

7. Repolho

Em muitas situações, a tendência que o repolho e outros vegetais crucíferos têm de encher seus intestinos de gás não é muito bem-vinda. Mas quando você está tentando combater bactérias, é justamente disso que você precisa.

Os compostos de enxofre do repolho causam gases, mas também são ótimos para destruir células prejudiciais. A função antibacteriana do repolho é mais intensa quando você o come cru.

8. Óleo de Coco

O óleo de coco tem sido elogiado há alguns anos por ser um produto miraculoso que é bom para seu corpo, interna e externamente. E, na verdade, o óleo de coco é repleto de antioxidantes e tem características antifúngicas e antimicrobiais.

Um uso modesto também pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico. Mas o produto também é repleto de gorduras saturadas, então é melhor usar com moderação.

9. Vinagre de Cidra de Maçã

E já que estamos falando de manias de saúde, vamos falar do vinagre de cidra de maçã. Elogiado por muitas coisas, desde perda de peso a prevenção de câncer, seus proponentes relatam que consumir esse produto cura todo tipo de doença.

Sabemos que o vinagre de cidra de maçã tem propriedades antibióticas e antissépticas, então quer você queira beber todos os dias ou não, é uma escolha inteligente quando você começar a se sentir doente.

Leia Também:  Batata frita crocante e sem nenhuma gota de óleo

10. Extrato de Mirra

Aqui vai um tempero que você provavelmente reconhecerá da história bíblica do nascimento de Jesus. Isso vai te dar uma ideia de como faz tempo que as pessoas conhecem sua eficácia medicinal.

Muito mais recentemente, um estudo dos anos 2000 confirmou que a mirra é capaz de combater bactérias como a E. coli, Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa, e Candida albicans. O óleo de mirra está disponível atualmente em farmácias, lojas de produtos naturais e na internet.

11. Extrato de Folha de Oliveira

Não são só azeitonas e azeite que proporcionam benefícios à saúde – a folha da oliveira também é bastante útil de se ter em casa. O extrato da folha de oliveira tem sido utilizado para amenizar a febre naturalmente pelo menos desde o começo do século XIX.

Também descobriu-se que é útil no tratamento da malária. Pesquisadores descobriram recentemente que o ácido elenólico presente nas folhas de oliveira funcionam como um antibiótico de vasta atuação que pode matar bactérias, vírus e fungos.

Conclusão

Resistência antibiótica não é brincadeira, mas você pode fazer sua parte para tornar o processo mais lento através da utilização de antibióticos alternativos sempre que possível. Incorporar à sua rotina pelo menos um desses 11 desses produtos pode melhorar seu sistema imunológico e impedir que bactérias consigam se apoderar do seu corpo.

Isso não quer dizer que você nunca mais vai precisar de um medicamento antibiótico prescrito por um médico, mas vai facilitar o tratamento de sua infecção quando esse dia chegar.

Comentários no Facebook